Cuidados de enfermagem com pacientes ostomizados

Existem cerca de 50.000 pessoas ostomizadas no Brasil, conforme quadro em anexo. 80% das pessoas ostomizadas são colostomizadas. 10% são ileostomizadas e 10% são urostomizadas

Mas o que é ostomoia ? > É uma cirurgia para construção de um novo trajeto(caminho) localizado no abdômen para saída de fezes e urina. Se for realizada no intestino grosso, chamamos de COLOSTOMIA. Dependendo do lugar onde é feita, a freqüência de evacuações e a consistência das fezes ficam diferentes. Se for realizada no intestino delgado (fino), chamamos de ILEOSTOMIA. Neste tipo de estomia as fezes são inicialmente líquidas e passam a ser semi-pastosas depois de um período de adaptação. Pode funcionar (sair fezes) várias vezes ao dia. Já no caso da UROSTOMIA o estoma é realizado para saída de urina. A urina sai continuamente, ou seja, sem interrupção.

Cuidados com estomas
1. Observar sempre a cor (este deve ser vermelho vivo), o brilho, a umidade, o tamanho e a forma.
2. A higienização do estoma deve ser feita delicadamente. Não deve ser esfregado, pois pode sangrar facilmente.
3. Toda alteração ou ausência de saída de fezes por três dias ou mais, deverá ser comunicada imediatamente ao estomaterapeuta.

Cuidados com a pele

1.A limpeza da pele ao redor do estoma deve ser feita com água e seu sabonete, sem esfregar, nem usar esponjas. Usar somente a espuma do sabonete.
2. Os pelos ao redor do estoma devem ser aparados bem curtos, com tesoura. Não devendo ser raspados, pois pode provocar inflamação na raiz desses pelos
3. Sempre que puder exponha a pele ao redor do estoma ao sol da manhã (até as 10h), por 15 a 20 minutos.
Tenha sempre o cuidado de proteger o estoma com gaze umedecida.
4. Não utilize nenhuma substância como álcool, benzina, colônias, tintura de benjoim, mercúrio, merthiolate, pomadas e cremes. Estes produtos podem ressecar a pele, causar ferimentos e reações alérgicas, além de impedir a adaptação do coletor, que pode descolar e vazar.
5.Não permitir que moscas ou outros insetos pousem sobre o estomas.

Cuidados com o coletor

1. Use sempre o coletor adequado ao seu tipo de estoma (intestinal ou urológico), de acordo com as orientações e indicações do profissional especializado (estomaterapeuta)

2. Certifique-se de que o tamanho que foi recortado no coletor está correto. O orifício de abertura de seu coletor deve ser igual ao tamanho de seu estoma.

3. Guarde seus coletores de reserva em lugar arejado, limpo, seco e fora do alcance da luz solar, sem dobrá-las.

Fonte: MS/2010 E site Portal dos estomizados.
Se gostou compartilhe e deixe o seu comentario!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *