Sindrome Guillain Barré.

Saíba mais,

A síndrome de Guillain-Barré é uma doença neurologica . Inflamação grave que ocorre nos nervos cranianos,espinhais e perifericos do paciente. Essa inflamação é provocada por uma reação autoimune da pessoa, ou seja o proprio organismo da pessoa produz anticorpos  que atacam os nervos que transmitem os sinais de comando  do cérebro ,ocorre a desmielização) ou seja ,as celulas nervosas perdem a bainha de mielina,camada esta que envolve as celulas nervosas(neurounios sentivos e motores) responsaveis pela passagem de impulsos  eletricos para os músculos e para o restante do corpo ,e isso leva a formigamentos, fraqueza, dificuldade de andar, ou a paralisia dos membros e dos músculos da respiração é uma doença degenerativa e progressiva .Infelizmente não se sabe a causa exata da síndrome.

A principal preocupação na SGB é quanto à manutenção da permeabilidade das vias aéreas, uma vez que os músculos intercostais e o diafragma podem ser acometidos originando uma insuficiência respiratória por fadiga muscular.

sintomas da doença são: sensação de formigamento dos membros, principalmente na porção inferior da perna e nas mãos, atonia muscular, diminuição dos reflexos, diminuição da sensibilidade, movimentos incoordenados, dor muscular, visão embaçada, dificuldade para respirar, tontura, taquicardia, dificuldade para urinar ou incontinência urinária, causados pela secreção inapropriada de ADH, intestino preso, desmaio, dificuldade para engolir e déficit de força distal, infelizmente as complicações podem ser sérias, e resultar em morte.

Essas  neuropatias podem, muitas vezes, levar a lesões irreversíveis, necessitando dde  tratamento e cuidados intensivos por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros e fisioterapeutas .

O diagnóstico deve ser feito através de um exame neuromuscular realizado por um profissional especializado, este  observara a função tanto dos nervos quanto dos músculos do corpo. Ele também ira checar os sinais vitais do indivíduo, procurando por dificuldades respiratórias ou para deglutir. Existe um teste chamado de velocidade de condução nervosa (que ira verdificar a desmielização dos neuronios) e um outro teste, chamado eletromielograma, que mostra a atividade dos nervos e músculos.

Cuidados de enfermagem:

Manter cabeceira do leito do cliente elevada

Posicionar o cliente de forma a promover o conforto, segurança e expansão pulmonar

Examinar a respiração do cliente e avaliar quanto à dificuldade; Solicitar apoio do fisioterapeura

Solicitar e avaliar gasometria;

Observar cianose periférica e de extremidades

Avaliar o Cuff para intubação respiratória;

Acoplar o tubo ao respirador;

Aspirar secreções regularmente;

Avaliar distensão abdominal.

Supervisionar o suporte nutricional,

Cabeceira elevada durante a dieta

Avaliar o nível de dificuldade do cliente em deglutir;

Avaliar ressecamento da mucosa oral;

Atentar para adaptação do cliente à dieta prescrita.

Massagear panturrilhas, com movimentação do cliente no leito;

Promover alívio da dor com a administração de fármacos como a prescrição médica.

Evitar úlceras de decúbito com a mudança do cliente no leito de 2/2 horas

. Realizar balanço Hídrico rigoroso;

Implementar sonda vesical de demora;

Administrar líquidos com segurança, conforme prescrição médica;

Notificar ao médico sobre o débito urinário diminuído;

Providênciar apio psicologico.

Manter a familia informada sobre o estado do paciente.

Fonte:
R e v. M eio A m b. S aúd e 2007; 2(1): 8 9-102.
Se gostou :curta e compartilhe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *